Flor de Ipê: Experiências, orações, e bênçãos para consolo e fortalecimento de pessoas enlutadas – Marli Brun, Marcia Blasi, Silvia Beatrice Genz

Flor de Ipê: Experiências, orações, e bênçãos para consolo e fortalecimento de pessoas enlutadas – Marli Brun, Marcia Blasi, Silvia Beatrice Genz

Flor de Ipê: Experiências, orações, e bênçãos para consolo e fortalecimento de pessoas enlutadas – Marli Brun, Marcia Blasi, Silvia Beatrice Genz

Sob Consulta

0000

Este livro compartilha uma significativa experiência comunitária de enfrentamento de luto, o Projeto Flor de Ipê. Nesse projeto, pessoas falam sobre suas experiências de morte e luto, e transformam seus sentimentos em quadros, orações e bênçãos, oferecendo consolo e fortalecimento a pessoas que estão vivendo o luto, mas também subsídios para aquelas pessoas que acompanham pessoas enlutadas, pessoalmente ou em comunidade.
Por que Flor de Ipê? A palavra ipê é da língua indígena tupi, e significa “árvore cascuda”. Segundo as coordenadoras, “a dor do luto passa, ora de modo mais devagar, ora mais rápido; ora vai, ora volta, e em meio a tudo isso, a vida ressurge, muitas vezes de forma surpreendente, como a árvore de ipê, que no final do inverno se cobre de flores amarelas. Na época mais fria do ano, a esperança ressurge. É a natureza impedindo a morte de ser mais forte que a vida”.
Flor de Ipê traz a sugestão do Encontro da Saudade, como parte do processo de acompanhamento pastoral a pessoas em situação de sofrimento.

Este livro compartilha uma significativa experiência comunitária de enfrentamento de luto, o Projeto Flor de Ipê. Nesse projeto, pessoas falam sobre suas experiências de morte e luto, e transformam seus sentimentos em quadros, orações e bênçãos, oferecendo consolo e fortalecimento a pessoas que estão vivendo o luto, mas também subsídios para aquelas pessoas que acompanham pessoas enlutadas, pessoalmente ou em comunidade.
Por que Flor de Ipê? A palavra ipê é da língua indígena tupi, e significa “árvore cascuda”. Segundo as coordenadoras, “a dor do luto passa, ora de modo mais devagar, ora mais rápido; ora vai, ora volta, e em meio a tudo isso, a vida ressurge, muitas vezes de forma surpreendente, como a árvore de ipê, que no final do inverno se cobre de flores amarelas. Na época mais fria do ano, a esperança ressurge. É a natureza impedindo a morte de ser mais forte que a vida”.
Flor de Ipê traz a sugestão do Encontro da Saudade, como parte do processo de acompanhamento pastoral a pessoas em situação de sofrimento.