Gratidão – Somos movidos por ela?

Gratidão – Somos movidos por ela?

Gratidão – Somos movidos por ela?

R$0,08

Gratidão – Somos movidos por ela?

0000

Gratidão! Somos movidos por ela? Este folheto reflete sobre a riqueza e sentido do Culto de Ação de Graças – Festa da Colheita. Sem gratidão não há fé verdadeira. Sem gratidão não há vida completa. A gratidão a Deus é conseqüência da fé. Numa sociedade que estimula o consumismo e individualismo, celebrar e vivenciar a gratidão a Deus é um desafio constante da fé. Famílias, grupos e indivíduos são motivados a partilhar os frutos da terra e/ou parte do salário como um sinal de confiança em Deus, testemunhando assim que isso não lhes fará falta, além de praticar a partilha e a solidariedade. A gratidão não pode ficar apenas em palavras, que o vento carrega, mas deve transformar-se em ações concretas de amor ao próximo e compromisso com a missão da Igreja. É lembrado ainda que a quantidade de bens não é condição para sermos gratos a Deus, mas é a fé e a confiança no cuidado do Bom Pastor que nos torna pessoas agradecidas, mesmo quando temos pouco.

Gratidão! Somos movidos por ela? Este folheto reflete sobre a riqueza e sentido do Culto de Ação de Graças – Festa da Colheita. Sem gratidão não há fé verdadeira. Sem gratidão não há vida completa. A gratidão a Deus é conseqüência da fé. Numa sociedade que estimula o consumismo e individualismo, celebrar e vivenciar a gratidão a Deus é um desafio constante da fé. Famílias, grupos e indivíduos são motivados a partilhar os frutos da terra e/ou parte do salário como um sinal de confiança em Deus, testemunhando assim que isso não lhes fará falta, além de praticar a partilha e a solidariedade. A gratidão não pode ficar apenas em palavras, que o vento carrega, mas deve transformar-se em ações concretas de amor ao próximo e compromisso com a missão da Igreja. É lembrado ainda que a quantidade de bens não é condição para sermos gratos a Deus, mas é a fé e a confiança no cuidado do Bom Pastor que nos torna pessoas agradecidas, mesmo quando temos pouco.