MARIA, A MAIOR EDUCADORA DE HISTÓRIA – Os dez princípios usados por Maria para Educar seu filho, Jesus – Augusto Cury

MARIA, A MAIOR EDUCADORA DE HISTÓRIA – Os dez princípios usados por Maria para Educar seu filho, Jesus – Augusto Cury

MARIA, A MAIOR EDUCADORA DE HISTÓRIA – Os dez princípios usados por Maria para Educar seu filho, Jesus – Augusto Cury

Sob Consulta

0000

Se educar é uma tarefa dificílima, imagine educar a criança mais instigante que pisou nesta Terra, o menino Jesus. Por que não foi escolhido um grupo de intelectuais entre os fariseus ou especialistas em filosofia grega para formar o homem que dividiria a História?

Havia milhares de candidatos, mas uma jovem destacou–se diante do olhar do Autor da existência. Seu nome: Maria. Ela tornou-se a mulher mais famosa da História. A única exaltada em dois livros sagrados, a Bíblia e o Alcorão. Entretanto, sua personalidade continua sendo uma das mais desconhecidas.

Quem foi Maria? O que ela tinha de especial? Agora a Psicologia, a Psiquiatria e a Pedagogia avaliam sua personalidade e, em especial, os dez princípios que ela utilizou na educação do menino Jesus. Não é uma análise nem católica nem protestante, mas investigativa. O resultado? Surpreendente.

Descobriu-se que a inteligência de Maria era fascinante e sua capacidade de ensinar, deslumbrante. Os princípios utilizados pela mãe de Jesus são uma fonte de lucidez para a educação moderna.

Se educar é uma tarefa dificílima, imagine educar a criança mais instigante que pisou nesta Terra, o menino Jesus. Por que não foi escolhido um grupo de intelectuais entre os fariseus ou especialistas em filosofia grega para formar o homem que dividiria a História?

Havia milhares de candidatos, mas uma jovem destacou–se diante do olhar do Autor da existência. Seu nome: Maria. Ela tornou-se a mulher mais famosa da História. A única exaltada em dois livros sagrados, a Bíblia e o Alcorão. Entretanto, sua personalidade continua sendo uma das mais desconhecidas.

Quem foi Maria? O que ela tinha de especial? Agora a Psicologia, a Psiquiatria e a Pedagogia avaliam sua personalidade e, em especial, os dez princípios que ela utilizou na educação do menino Jesus. Não é uma análise nem católica nem protestante, mas investigativa. O resultado? Surpreendente.

Descobriu-se que a inteligência de Maria era fascinante e sua capacidade de ensinar, deslumbrante. Os princípios utilizados pela mãe de Jesus são uma fonte de lucidez para a educação moderna.