Quando a vida Dói – Confiança nos momentos de angústia – Vera Cristina Weissheimer

Quando a vida Dói – Confiança nos momentos de angústia – Vera Cristina Weissheimer

Quando a vida Dói – Confiança nos momentos de angústia – Vera Cristina Weissheimer

Sob Consulta

0000

QUANDO A VIDA DÓI: confiança nos momentos de angústia
Momentos de dor e sofrimento em situações de doença e em face à morte causam desorientação e angústia, às vezes desespero. Onde buscar consolo? De onde tirar forças para enfrentar nossos medos? Onde encontrar respostas para tantas perguntas? Qual é o sentido da vida e da morte? É possível ter fé quando somos invadidos pelo sentimento de abandono?
Vera Cristina Weissheimer reflete sobre essas e outras questões a partir de várias perspectivas e nos conforta com sua confiança, dizendo: “Quando a alma se quebra no chão, quando a vida dói e a gente vai se apequenando num mundo que se agiganta sem nos dar muita chance de defesa, mesmo quando tudo parece ruir, ainda é possível crer”.
Para lidar com nossos medos diante dos mistérios da vida e da morte, precisamos ter a coragem e a humildade de nos lançar nos braços do divino Mistério, que é a fonte da fé, da confiança e da esperança.
Ter fé é um jeito de interpretar a vida e o mundo, nos conduz a uma nova compreensão do que está acontecendo ao nosso redor e a uma nova conduta. Muitas vezes não podemos mudar os fatos, mas podemos, sim, mudar nossa atitude diante deles. E a autora nos assegura que “nunca é tarde para crer”.
Temas: confiança, esperança, vida, mundo, divino mistério, sofrimento, doenças, momentos de dor,mistérios da vida, perder, alma, cuidado, depressão, estresse, suicídio.

QUANDO A VIDA DÓI: confiança nos momentos de angústia
Momentos de dor e sofrimento em situações de doença e em face à morte causam desorientação e angústia, às vezes desespero. Onde buscar consolo? De onde tirar forças para enfrentar nossos medos? Onde encontrar respostas para tantas perguntas? Qual é o sentido da vida e da morte? É possível ter fé quando somos invadidos pelo sentimento de abandono?
Vera Cristina Weissheimer reflete sobre essas e outras questões a partir de várias perspectivas e nos conforta com sua confiança, dizendo: “Quando a alma se quebra no chão, quando a vida dói e a gente vai se apequenando num mundo que se agiganta sem nos dar muita chance de defesa, mesmo quando tudo parece ruir, ainda é possível crer”.
Para lidar com nossos medos diante dos mistérios da vida e da morte, precisamos ter a coragem e a humildade de nos lançar nos braços do divino Mistério, que é a fonte da fé, da confiança e da esperança.
Ter fé é um jeito de interpretar a vida e o mundo, nos conduz a uma nova compreensão do que está acontecendo ao nosso redor e a uma nova conduta. Muitas vezes não podemos mudar os fatos, mas podemos, sim, mudar nossa atitude diante deles. E a autora nos assegura que “nunca é tarde para crer”.
Temas: confiança, esperança, vida, mundo, divino mistério, sofrimento, doenças, momentos de dor,mistérios da vida, perder, alma, cuidado, depressão, estresse, suicídio.